Troca de Filtros

A manutenção dos filtros automotivos precisa ser realizada dentro dos respectivos prazos, geralmente determinada pelo indicador de restrição, quando tiver, ou de acordo com as recomendações dos fabricantes dos veículos, do óleo e dos filtros. “Atendendo aos prazos de trocas e todos os procedimentos de manutenção, será assegurado o perfeito funcionamento de cada filtro para cada sistema, todos são de grande importância para o veículo e para o meio ambiente”.

Filtro de ar

O ar é principal meio de entrada de impurezas, desta forma, este é um filtro de extrema importância para a vida do motor.

Os Filtros de ar retêm as partículas aspiradas pelo motor, permitindo apenas que o ar limpo entre na câmera de combustão. “É retirado todo e qualquer particulado abrasivo que possa causar danos às partes móveis internas do motor e turbina”. A entrada dessa poeira no motor prejudica o rendimento, desgastando prematuramente os componentes do motor, e aumentando o consumo de combustível e de óleo lubrificante “É aconselhável á substituição preventiva  a cada 10 mil km rodados, sempre levando em consideração o lugar onde você está”.  Se o veículo é utilizado frequentemente em estradas com muita poeira, por exemplo, deve-se fazer uma inspeção mensal ou, em determinados casos, quinzenal. Mas cuidado, passar ar comprimido e bater o filtro estraga os poros do papel e até a vedação, permitindo a entrada de poeira no motor.

Filtro de óleo

Os filtros de óleo são responsáveis pela retenção e eliminação de partículas presentes nos lubrificantes, como os resíduos fervorosos originados pelo desgaste dos componentes do motor, poeira e contaminantes abrasivos que entram no motor através do ar e do combustível. A borra é formada pelo craque amento proveniente da queima do óleo e do óleo combustível. “Durante o funcionamento do motor sujeira também pode ser encontrada”. A função desse filtro é evitar que o óleo lubrificante, que circula no motor, carregue esses detritos – o que pode gerar pontos de atrito em superfícies de deslizamento, como pistões, válvulas, bielas e outros componentes móveis. Outro foco de contaminação do lubrificante é a própria combustão que, quando incompleta, também gera resíduo. O filtro de óleo saturado pode gerar problemas de desempenho do veículo e aumento no consumo de combustível, além de danos mais sérios se houver comprometimento do processo de lubrificação, comprometendo a vida útil do motor e seus componentes. “Por isso, é recomendável a substituição a cada 10 mil km. Para veículos que utilizam óleo sintético a substituição deve ser feita a cada troca de óleo, realizado em média com 35 mil km”. Não existe nenhum outro tipo de sinal de aviso para a troca do óleo ou do filtro, fora os veículos com check-control que possuem computador de bordo e alerta para os intervalos programados para troca. Mas na maioria dos veículos, o filtro entupido não provoca acionamento da luz de alerta no painel. Se ocorrer a obstrução do filtro, a passagem do óleo será impedida, a válvula de segurança será aberta e o motor passará a ser lubrificado por óleo carregado de partículas sólidas e contaminantes.

Filtro de combustível

O filtro do combustível evita que a sujeira do álcool, gasolina ou diesel entre no motor, entupindo bicos injetores ou queimando a bomba de combustível. Por isso, avalie regularmente a vida útil de seu filtro, pois pode estar na hora de trocá-lo. Esse filtro melhora o rendimento do motor e ainda ajuda o meio ambiente, retirando as impurezas contidas no combustível e nos tanques de estocagens. “O filtro protege todo o sistema de alimentação de combustível. O maior perigo é quando o filtro satura, pois o motor perde totalmente sua força, além de queimar a bomba elétrica de combustível na maioria das vezes”.

O filtro, quando saturado, impede a passagem do combustível e acaba deixando o motorista na mão ao fazer o carro parar repentinamente.

Filtro de cabine

O filtro de cabine, para ventilador e ar condicionado, purifica o ar que circula internamente no veículo. Embora não afete diretamente o funcionamento do veículo, interfere na saúde dos passageiros, podendo provocar alergias e problemas respiratórios. Limpando o ar externo, o filtro retém a poeira, ácaros e a poluição. Recomenda-se o uso, e especialmente a troca, quando houver mau cheiro ou quando o ar condicionado perder a eficiência. Esses sinais podem variar conforme o clima que o veículo enfrentará, sem contar que a qualidade do ar pode ser comprometida se o filtro estiver impregnado de contaminantes.

 

 

< VOLTAR
scroll up