Dia a dia

DRS Car – Serviços Automotivos

20 anos de experiência em mecânica automotiva

DRS Car – Serviços Automotivos - 20 anos de experiência em mecânica automotiva
Dia a dia

Tipos de combustível: entenda a diferença de cada!

Tipos de gasolina

Fonte: Pixabay

Você para na fila do posto e não sabe qual a diferença entre os tipos de combustíveis que existem no mercado? Ou está pensando em trocar de carro e a economia no combustível é um fator importante na escolha? Se a resposta for sim, em qualquer um dos casos, esse texto é para você!

Abaixo vamos listar os tipos de combustíveis que existem nos postos de abastecimento para você entender mais sobre suas características, vantagens e desvantagens. Vamos lá?

Gasolina

Derivada do petróleo, a gasolina é um dos combustíveis mais utilizados no Brasil e seu valor muitas vezes varia de região para região. Além disso, existem algumas variações desse produto, que são: gasolina comum, aditivada e premium.

A gasolina comum, também conhecida como tipo C, pode ter até 27% de etanol anidro em sua composição, o que pode agredir o motor do carro em longo prazo. Já a gasolina aditivada foi feita para não causar tanto dano, nem ao carro, nem ao meio ambiente. Por outro lado, temos a gasolina premium, que queima mais rápido e traz mais potência ao carro, mas é um pouco mais cara que os outros tipos.

Para mais informações, acesse: Aditivada, Comum ou Premium: em qual bomba eu vou?

Etanol

Conhecido também como álcool, o etanol é um dos combustíveis mais utilizados no nosso país. Mas cuidado, não é qualquer motor que está preparado para receber o produto: a composição do álcool veicular inclui água para não danificar o motor.

Também há o etanol aditivado cujo rendimento e potencialização do motor são maiores, mas seu custo benefício não é muito bom. Tanto o etanol quanto a versão aditivada possuem agentes detergentes para a limpeza do motor, ajudando também a prevenir problemas.

Gás Natural Veicular (GNV)

Uma das opções menos poluentes entre os combustíveis é o GNV. Seus usuários garantem que o gás é um dos mais econômicos e que rendem mais. Sua composição é o metano e, por causa disso, o GNV também precisa de um carro com um motor que suporte o combustível.

Diesel

Carros que aceitam esse combustível possuem um baixo consumo e sua capacidade de aceleração é mais forte por causa das suas bases químicas em carbono e hidrogênio. Contudo, os carros que aceitam o diesel costumam ter uma precificação mais cara. O diesel também possui outras categorias: o diesel S-10, o aditivado e o premium.

O diesel S-10 tem como característica o elevado poder de combustão e menos enxofre. O diesel aditivado, assim como a gasolina, também possui especificações de limpeza das engrenagens do motor, reduzindo o tempo de parada do veículo. Já o diesel premium conta com aditivos multifuncionais, que garantem maior desempenho e proteção ao motor.

Afinal, qual combustível é melhor?

Como explicamos acima, cada veículo possui um tipo de combustível recomendado, mas vai de você escolher as opções que melhor encaixam nas suas necessidades e, claro, no seu bolso. Como bem sabemos, o combustível anda cada vez mais caro, e isso pode pesar na sua decisão.

É por isso que cada vez mais se torna importante adotar medidas que ajudem a reduzir o gasto de combustível. Entre elas, destacamos a importância da manutenção periódica do veículo, realizando a devida troca do filtro de combustível, conforme recomendação do fabricante, assim como a manutenção da injeção eletrônica.

Tenha sempre em mente que a economia de combustível não está apenas no preço oferecido pelo posto, mas também na manutenção preventiva para evitar gastos desnecessários!

Então, o que achou dos tipos de combustíveis? Agora não tem mais erro na hora de escolher o que mais combina com a sua necessidade! Para fazer as revisões do seu carro com segurança e qualidade, conte com a equipe da DRS CAR. Nós sabemos o que é melhor para o seu veículo!

Dia a dia

5 vantagens de alugar carros

Mão entregando chave de um carro para outra mão

Fonte: Wedy

Seja para viajar, para motivos profissionais ou somente para usar no dia a dia, o aluguel de carros é uma prática que tem se tornado cada vez mais comum.  Muitas pessoas tem até mesmo cogitado a possibilidade de, ao invés de comprar, alugar um carro! Se você não conhece muito bem o funcionamento do aluguel de carros e quer entender melhor os motivos para fazê-lo, confira essas vantagens que nós, da DRS CAR, separamos para auxiliar você nessa decisão!

1 – Economia

Com certeza a maior (e melhor) vantagem do aluguel de carros é em relação à economia. Em viagens esse custo-benefício é mais evidente, mas se você for botar tudo na ponta do lápis, o aluguel de carros traz mais economia até mesmo no dia a dia, afinal, você não arca com os custos que um veículo próprio geralmente tem, como documentação, impostos, manutenção e seguro.

2 – Autonomia

Ao alugar um veículo, você tem muito mais autonomia durante a viagem. E isso é desde os postos de retirada e devolução do veículo, que são feitos em lugares estratégicos (como nas proximidades de aeroportos) pensando justamente em facilitar o processo do aluguel. Além disso, você tem liberdade de fazer o seu próprio itinerário, seja para compromissos profissionais ou para passeios turísticos diferentes.

3 – Conveniência

Um dos pontos mais legais do aluguel de carros é que, nos pacotes, tudo é personalizado para a sua melhor conveniência. Você pode definir por quantos dias deseja alugar (seja apenas por um dia ou por um ano, por exemplo. Além, é claro, de poder escolher toda a quantos quilômetros deseja rodar, optar pelos modelos de carro e, ainda, definir os adicionais e acessórios que deseja incluir no pacote, tudo de acordo com as suas necessidades.

4 – Segurança

De forma geral, os carros de aluguel são equipados com seguros para a maioria dos imprevistos, desde acidentes (como colisões e incêndio) e também roubos. Ou seja, no momento que você assina o contrato já pode se sentir bem mais seguro ao saber que, em caso de qualquer tipo de imprevisto, é a seguradora, junto com a locadora, quem vai arcar com os custos e ser responsável pela manutenção do carro.

5 – Facilidade

Por último, mas também muito importante, grande parte das locadoras, como a DRS Rent a Car, traz imensa facilidade na contratação do serviço. Isso porque você pode reservar tudo pela internet, desde a data, o carro e todas as suas preferências, com confiabilidade garantida.

Viu só? São várias as vantagens do aluguel de carros, você só precisa analisar o que encaixa melhor nas suas necessidades. E, sempre que precisar, seja para uma viagem de lazer ou negócios, ou até mesmo quando deixar seu carro na manutenção e não quiser ficar a pé, conte com a qualidade da frota e com o atendimento personalizado da DRS Rent a Car. Assim, você anda por aí com economia, segurança e muita autonomia!

Dia a dia

Como deixar o carro mais econômico: 5 dicas simples!

Dicas para tornar seu carro mais econômico - homem puxando um velocímetro

Ter um carro já é, por si só, um investimento bastante alto, não é mesmo? Os gastos vão desde as parcelas do veículo, até a documentação, o seguro e a manutenção. Sabendo disso, a preocupação de muitos motoristas aumenta em relação à economia no dia a dia, principalmente nos gastos com combustível e com visitas imprevistas ao mecânico.

Se você é um deles e quer saber algumas formas de deixar o carro mais econômico, confira as seis dicas que nós, da DRS CAR, separamos para você!

1 – Mantenha o ar-condicionado limpo

Sempre que se fala em economizar combustível, uma das primeiras dicas é: maneirar no uso do ar-condicionado. Mas, mais do que isso, um cuidado importante é com a limpeza desse componente! Se o filtro do ar-condicionado estiver sujo ou obstruído, ele vai exigir muito mais força e, consequentemente, gastar mais, além de poder trazer prejuízos para a sua saúde. Para saber como identificar e resolver esse problema, confira o texto que publicamos sobre manutenção do ar-condicionado automotivo!

2 – Fique em dia com as revisões

A manutenção é sempre importante mas, quando falamos de economia, ela é essencial e indispensável. Muitas vezes você percebe um barulhinho aqui, um vazamento ali e prefere ignorar por medo dos gastos possíveis. A questão é que, quando deixamos passar tempo demais, os problemas podem se agravar e vai acabar saindo ainda mais caro! Portanto, faça revisões periodicamente e procure um profissional sempre ao primeiro sinal de qualquer problema!

Veja mais em: Revisão de carros: quando fazer e no que ter atenção?

Um dos itens revisados são os fluidos e seus respectivos filtros, que devem ser verificados para saber se chegou a hora de fazer a troca ou substituição (no caso dos filtros). Mas também existem vários outros componentes que são analisados na revisão e que são muito importantes para manter a qualidade do carro.

3 – Calibre os pneus

Pode até não parecer, mas a calibragem dos pneus influencia bastante no consumo de combustível. Além, é claro, da qualidade do pneu, que terá sua durabilidade aumentada consideravelmente se for bem cuidado. Portanto, a dica é que você mantenha os pneus sempre calibrados, de acordo com as orientações do fabricante ou conforme necessidade.

4 – Faça balanceamento e geometria

A geometria é feita na direção e o balanceamento nas rodas e pneus, mas ambos fazem total diferença na estabilidade do carro e evitam o desgaste dos pneus. Ou seja, além da economia que geram, justamente por prevenir desgaste e esforço excessivos, são essenciais para o bom funcionamento do veículo.

Saiba mais em Balanceamento de pneus: entenda a importância dessa manutenção!

5 – Mantenha a injeção eletrônica em dia

Muitas vezes as falhas nas velas de ignição não são percebidas no uso do carro no dia a dia, mas, com o tempo, é possível perceber o gasto de combustível aumentar. Isso porque esse é um componente essencial para a combustão do veículo e deve ser trocado de acordo com a orientação do fabricante, mantendo-o sempre em boas condições.

Para a limpeza completa do sistema de injeção eletrônica, que também é essencial para o bom funcionamento do veículo, pode-se utilizar um produto chamado STP que limpa desde o tanque reservatório até a câmara de combustão.

6 – Utilize condicionador de metais

Para melhor preservação dos sistemas do seu carro, é possível utilizar um produto que se chama condicionador de metais. Apresentado de forma líquida, sua principal função é reduzir o atrito e, consequentemente, os desgastes das superfícies metálicas do motor, que são causadas pela ação da temperatura, pressão e fricção.

Com essa redução de atrito entre as peças, consequentemente se diminui o desgaste delas, o que garante maior durabilidade. Além dessas vantagens, o legal é que o condicionador de metais não atrapalha o desempenho do óleo base do motor!

Viu só como são soluções simples? E nós, da DRS CAR, garantimos que elas farão toda a diferença na qualidade e economia do seu carro. Não deixe de fazer uma revisão programada para verificar se está tudo dentro dos conformes e, se precisar, é só entrar em contato conosco!

Dia a dia

Como funciona o câmbio automático? Entenda!

Como funciona o câmbio automático? Entenda!

Fonte: Carros e Carros

Na hora de decidir qual carro comprar, hoje em dia temos um novo fator a levar em consideração: o tipo de câmbio do veículo. Antigamente, no Brasil, só tínhamos carros com a opção manual, mas cada vez se torna mais popular por aqui o câmbio automático. No entanto, muitas pessoas ainda não sabem muito bem como funciona o câmbio automático e isso pode acabar pesando na escolha.

Pensando nisso, nós, da DRS CAR, preparamos esse post para explicar o funcionamento do câmbio automático e por que muitos motoristas estão migrando para o conforto de não ter que trocar marchas o tempo todo. Confira!

Funcionamento do câmbio automático

A grande inovação que o câmbio automático trouxe aos motoristas é a facilidade na direção, já que a troca de marchas durante a condução do veículo não precisa mais ser feito manualmente. Inclusive, nos carros automáticos, não há o pedal da embreagem, apenas os pedais de freio e acelerador.

No câmbio manual, o desenho que aparece na marcha, geralmente, é um esquema em “H”, que indica a direção para acionar as marchas 1, 2, 3 e 4. Porém, no câmbio automático a identificação é por letras e cada uma delas designa uma função diferente, como você verá abaixo:

  • P: em inglês, o P representa a palavra “Parking”, ou “Estacionar”, em português. É quando o carro está parado, ou seja, como o motor desligado. Você pode associar o “p” à palavra “parado” também.
  • R: bem prática e fácil, é a função de “Ré” do carro.
  • N: quer dizer “Neutro”, ou seja, o que costumamos chamar de “ponto-morto“.
  • D: finalmente, o mais esperado. O “D” designa a função “Dirigir”, onde a marcha deve ficar sempre que você estiver andando com o seu carro. Quando você parar o veículo em semáforos ou engarrafamentos, o indicado é apenas frear e deixar a marcha em D, e não trocar para N como muitas pessoas fazem, equivocadamente. O N é indicado quando o carro ficar parado por um tempo maior.

Alguns veículos acompanham mais letras, com funções extras, mas isso varia muito de marca para marca.

Principais diferenças do câmbio automático

O sistema de câmbio automático tem alguns pontos que são bem diferentes do manual. Entre eles, os principais são:

  • Conjunto de embreagens: o câmbio automático funciona com conjunto de discos de embreagem que trabalham interligados. Esses discos são lubrificados pelo óleo específico utilizado no sistema.
  • Circuito hidráulico: para lubrificar o sistema, há um óleo específico dentro da caixa do câmbio automático. Este mesmo precisa ser trocado periodicamente, uma vez que afeta diretamente o desempenho do carro automático.

Saiba mais em Óleo de câmbio automático: quando precisa trocar?

  • Conversor: fica conectado à caixa e atua como uma bomba, impulsionando o óleo no sistema hidráulico do câmbio automático.

Agora que você já entende melhor como funciona o câmbio automático, fica mais fácil de bater o martelo sobre se ele é, ou não, o tipo ideal para a sua necessidade. E, não se esqueça: sempre que precisar de serviços de manutenção e revisão do seu carro, conte com a equipe de especialistas da DRS Car!

Dia a dia

O que fazer quando a luz da injeção eletrônica acende?

Luz da injeção eletrônica em painel automotivo

Fonte: Margojoyo

As luzes do painel indicam possíveis problemas que possam estar acontecendo no veículo, causados pelos mais diversos motivos. Algumas delas não aparecem sempre por ali e, por isso, quando acendem, podem causar algumas inquietações por não saber como proceder diante deste indicativo. A luz de injeção eletrônica é uma delas!

Essa luz acendeu no painel do seu carro e você não sabe o motivo? Então imaginamos que você possa estar um pouco apreensivo. Pensando nisso, trouxemos algumas informações para você saber o que fazer quando a luz da injeção eletrônica acende. Confira:

Para que serve o sistema de injeção eletrônica?

A injeção eletrônica tem como principal objetivo melhorar o rendimento do motor com economia. Essas melhorias só são possíveis quando se atinge uma combinação perfeita de ar e combustível, em todas as faixas de rotação. Outras funções que se tem são o controle do tempo de ignição, o controle da marcha lenta e o comando das válvulas.

O sistema apresenta diversos benefícios como partidas mais rápidas, menor emissão de gases e melhoria no consumo e no rendimento do motor. Por isso, é importante que a injeção eletrônica esteja sempre funcionando bem e continue auxiliando e otimizando o carro em todos esses pontos.

O que a luz acesa quer dizer?

Na maioria dos casos, a luz acende quando você gira a chave na ignição, pois neste momento é feita uma leitura para identificar os possíveis problemas no sistema de injeção eletrônica. Portanto, sabendo das funcionalidades desse sistema, você deve ter imaginado que, quando a luz está ligada, quer dizer que algum destes pontos não está indo bem.

Vale ficar atento: a luz de injeção eletrônica acende quando há uma falha nesse sistema, ou seja, é um alerta! Se a luz apenas acender ou permanecer acesa, você ainda não precisa ficar desesperado. Mas se a luz ficar piscando no painel, a situação pode ser mais grave. Em ambos os casos, é sempre recomendado que você procure um profissional assim que for possível!

Alguns dos sintomas das irregularidades do funcionamento do sistema de injeção eletrônica que podem estar aparecendo são, por exemplo:

  • Dificuldade na partida do carro;
  • Aumento excessivo de consumo de combustível;
  • Perda de potência;
  • Aceleração da marcha lenta.

Saiba o que fazer

Quando este tipo de alerta aparece, é importante dar atenção ao que o seu veículo está te mostrando, pois é um indício muito claro de que algum problema está acontecendo. Portanto, o melhor a fazer é procurar um profissional o mais breve possível, para que o carro seja revisado e você obtenha o diagnóstico correto e não cause maiores problemas!

Lembre-se que o mais importante é confiar o seu carro nas mãos de bons profissionais! Para garantir um atendimento ágil e de qualidade, você pode contar com a equipe de profissionais especializados da DRS CAR. Confira como funciona a nossa Revisão Programada e solicite um orçamento!

Dia a dia

Meu carro não dá partida! O que pode ser?

Homem dando partida em carro

Fonte: CarWise

Você precisa ir a um lugar importante, então entra no seu carro, vai virar a chave na ignição e: nada, ele não liga! Após várias tentativas, você está prestes a entrar em desespero e já começa a pensar: “meu carro não dá partida! E agora, o que pode ser? O que eu faço?”.

Bem, primeiramente, você deve manter a calma e investigar o que pode estar causando esse problema. É para ajudar você em casos como esses que nós, aqui da DRS CAR, separamos algumas dicas de situações que podem fazer o seu carro não dar partida. E, mais importante, como solucioná-las! Confira abaixo!

Meu carro não dá partida: entenda o que pode ser!

Pode parecer óbvio, mas quando um carro não dá partida, esse é o maior indício de que algo está errado. Existem diversas situações que podem impedir que o seu veículo funcione corretamente, desde coisas simples como falta de gasolina até problemas com a bateria.

Veja abaixo alguns dos principais motivos que podem estar atrapalhando a partida do seu veículo e como identificá-los:

1 – A chave não vira

Você tentou dar partida no seu carro, mas a chave nem ao menos girou na ignição? Em geral, pode ser porque a direção está bloqueada por algum problema com as rodas dianteiras (que podem estar desviadas ou empurradas contra algo). Neste caso, basta apenas girar a direção até destravá-la e, enfim, conseguir dar partida.

Se isso não adiantar, e continuar não girando, pode ser que tenha um problema com a fechadura da ignição ou mesmo com a própria chave. Isso pode ser causado pelo desgaste desses elementos com o uso diário, e basta trocá-los para resolver o problema.

2 – As luzes do painel não acendem

Você conseguiu girar a chave na ignição, mas percebeu que, além de não dar partida, as luzes do painel de instrumentos não acenderam? Então é bem possível que o seu problema seja com a sua bateria, que não está fornecendo energia suficiente para ligar o carro e seus componentes elétricos.

Pode ser que você tenha deixado alguma luz ou aparelho ligado durante muito tempo e a bateria tenha descarregado, ou mesmo que ela tenha chegado ao fim da sua vida útil e chegou a hora de trocá-la!

Veja como é possível saber quando trocar a bateria do carro!

3 – Não há nenhum ruído ao girar a chave

Outro caso muito comum de falhas na hora de dar a partida no automóvel é quando giramos a chave na ignição e não é possível ouvir nenhum ruído que sinalize o acionamento do motor. Isso quer dizer que, provavelmente, o interruptor de ignição está estragado, não conseguindo transmitir o sinal elétrico para que o motor funcione.

4 – A luz de “segurança” ou em formato de chave acende no painel

Alguns carros são equipados com um sistema de segurança ou imobilizador que só permite que ele dê partida quando se usa a chave correta. Esse sistema é acionado por um chip eletrônico que as chaves possuem. Portanto, se o carro não der partida e acender no painel uma luz em formato de chave ou de segurança, isso quer dizer que ele não está reconhecendo o chip ou que há algum problema com o sistema.

Essas são apenas algumas das situações mais comuns que podem causar falhas na partida de um carro. Independente da causa, é importante sempre contar com a ajuda de profissionais especializados que possam identificar e solucionar esses problemas quando eles aparecem.

É para evitar que esses incômodos aconteçam que nós, aqui da DRS CAR, sempre recomendamos aos nossos clientes a realização de uma revisão programada! Quer saber mais? Entre em contato conosco e solicite um orçamento!

Dia a dia

Quanto tempo dura a palheta do limpador de parabrisa?

Pessoa segurando palheta de limpador de parabrisa

Fonte: All State

Para quem não sabe, a palheta é aquela parte com borracha no limpador de parabrisa que é responsável pela limpeza do vidro. Esse acessório é considerado um item indispensável para a segurança do condutor e passageiros, mas também não é à toa. Afinal, é ele quem permite uma visão nítida do trânsito mesmo em péssimas condições climáticas, principalmente durante dias chuvosos.

Quando essa peça começa a apresentar desgaste, além de perder eficiência na limpeza, pode inclusive causar danos ao braço do motor elétrico que faz o limpador se movimentar, parando de funcionar por completo. Isso acontece porque muitas pessoas não sabem quanto tempo dura a palheta do limpador de parabrisa e demoram para perceber os sinais de desgaste.

Para ajudar você a evitar esses transtornos, nós da DRS CAR separamos algumas dicas para você entender melhor o que pode diminuir a vida útil da palheta e o que se deve fazer. Confira!

Continue lendo

Dia a dia

Qual a melhor marca de pneu?

Roda de carro

Equipar o seu carro com um bom pneu é essencial para garantir a qualidade e a segurança que você precisa para rodar com tranquilidade em qualquer lugar, seja na estrada ou na cidade. Por se tratar de uma decisão bem importante, é comum surgir dúvidas na hora da escolha, entre elas qual é a melhor marca de pneu.

Se você também está com essa dúvida, então podemos começar dizendo que não existe uma marca de pneu que se sobressai em relação às outras. São várias as opções disponíveis no mercado que atendem aos quesitos de excelência exigidos pelos consumidores, cada uma com suas características e pontos fortes em determinadas situações.

Pensando nisso, nós, da DRS CAR, separamos algumas dicas para ajudar você a escolher o pneu certo para a sua necessidade e explicamos um pouco mais sobre algumas das principais marcas atualmente. Confira!

Continue lendo

Dia a dia

Benefícios indiretos do seguro: conheça as vantagens do seguro automotivo!

Pessoa com carro holográfico entre as mãos

Fonte: Culturamix

Trazer tranquilidade e comodidade em um momento de necessidade: essa é a principal função do seguro automotivo. De fato, a grande maioria das opções disponíveis do mercado amparam o motorista em variadas situações complicadas que podem acontecer com qualquer um – mas será que você está aproveitando ao máximo o seu seguro?

Abaixo você conhece mais vantagens desse serviço que pode deixar sua vida mais prática e livre de imprevistos!

Continue lendo

Dia a dia

Como economizar combustível?

Bomba abastecendo carro

Fonte: Pixabay

Quem usa bastante o carro no dia a dia sabe que o gasto mensal com gasolina pode chegar a uma quantia considerável no orçamento. Mas já parou para pensar que, além do preço do combustível, o problema pode estar na forma como você dirige e cuida do seu carro? Com algumas pequenas mudanças diárias, é possível economizar muito!

Quer saber como? Então veja as dicas que nós, da DRS Car, separamos para você reduzir os gastos com combustível!

Continue lendo